Mês: Março 2013

ENTREVISTA DA SEMANA

Publicado em

Salve, rapa
Obrigado pelo grande numero de pessoas que estão lendo o nosso blog e o “entrevista da semana” esta cada quinta tendo grande acessos e não so o nosso periódico como os nossos amigos da Family estão arrebentando, e fiquem ligeiro que a entrevista da semana que vem, vou entrevista nada mais nada mesmo que o B.Boy Pelezinho, zica em.
Por falar em zica tem esse mano aqui humildade pura e nos concedeu uma bela entrevista Dj de Ipero cidade do interior paulista vem fazendo varis festas Blacks no interiorzão é mano ele é é das antigas so no nome porque ta na estrada so rolando as bolachas por esse mundão vou falar com ele Dj Vovô:
Imagem
Como como o HIP-HOP entrou na sua vida?
A foi em meados de 97 quando o meu primo de SP trouxe o Cd do Racionais e pedi para ele, dali para frente fui conhecendo o movimento e fazendo parte dele até chegar a me  interesar pela arte dos toca discos.
Como ta a cena de  rap em Ipero?

 Aqui esta parado já faz um bom tempo, dai tem que procurar nas cidades vizinhas .

O que significa ser Dj pra voce?

A significa tudo na minha vida a cada musica a cada elogio da mais forças para nunca parar.

E porque VOVÔ?

A veio de apelido de escola dai quando virei Dj não teve geito ficou Dj vô.

Quais suas referencias musicais?

A Racionais, Snj, Jorge Ben, Tim Maia, Gangstarr, Bone, 2Pac e Big ei vai.

De quantos grupos de rap você ja participou? 

Forão 5 grupos.

Qual a diferença entre Dj de festa e Dj de grupo de rap?

A diferença e que Dj de festa tem que pensar só no publico e o Dj de grupo tem que pensar nele no grupo e no publico e ser mais atento.

Quais os Djs que são ate hoje referencia pra você?

A Dj KL Jay, Cia, King, Dj premier, Jazzy Jeff, Erick Jay, Pool, Simmone Lasdenas,Viviam Marques e Leiser.

Quais os projetos para 2013?

A graças a Deus agenda cheia de festas e planejando uma mixtape.

Sempre  fazemos esta pergunta porque sabemos que pra todos existem um começo, mande uma mensagem para quem esta começando agora no HIPHOP?

Nunca desista por mais que tenha buracos e atritos porque a recompensa vem logo depois de tudo isso todo começo n é fácil.

Manda uma mensagem ai para toda nossa family do blog e para nossos leitores?

Paz saúde e viva a o hip hop.

Deixe seu desabafo ao que te incomoda, e exponha pra geral?

Vamos valorizar mais a cultura hip hop em geral.

Defina Dj Vovo em uma so palavra?

Persistente a e é Dj vô.

Espero que vocês tenham gostado da entrevista obrigado meu mano Vô, sucesso sempre e se você quer indicar alguém ou quer ser entrevistado manda um salve e relise no nosso email;l.a.o.n.d.a@live.com.

Paz a todos.

Ricardo Kaju.

Anúncios

Raio X do HIP-HOP com Ricardo Negrão

Publicado em

Imagem
Foto extraída de Google imagens.

BOM DIA MEUS MANOS E MINAS LEITORES DO BLOG L.A.O.N.D.A FAMILY…ESTA SEMANA VOU TOCAR EM UM ASSUNTO BEM DELICADO NO RAP NOVAMENTE … A QUESTÃO É SERÁ QUE NOSSOS MANOS ESTÃO NA VERDADE MADUROS PRA SEREM POLITIZADOS QUANDO FOR PRECISO? NÃO ESTOU FALANDO DE EXPERT EM POLITICA QUE CONHECE A HISTÓRIA E A VIDA DE CADA POLITICO OU PARTIDO , MAS A POLITICA DE SE POSICIONAR QUANDO FOR PRECISO E NECESSÁRIO NO NOSSO DIA A DIA COTIDIANO , NÃO VEJO MUITO OS MANOS DO RAP SE PREOCUPAR COM A POLITICA LOCAL DE SUA CIDADE , VEJO APENAS REVOLUCIONÁRIOS DE INTERNET SE MULTIPLICAR COMO CAPIM NO PASTO, AHH QUE SAUDADE DOS RAPERS DOS ANOS 90 GOG, FACE DA MORTE, RACIONAIS ONDE VIAMOS UMA PITADA DE POLITICA EM CADA SOM , NÃO PENSEM QUE ESTOU CRITICANDO QUEM SEGUE OU VAI SEGUIR OUTRA LINHAGEM NO RAP ESTOU APENAS PERGUNTANDO. SE NOSSOS ARTISTAS CONSAGRADOS OU ANÔNIMOS ESTÃO REALMENTE PREOCUPADOS COM A CAUSA, OU ESTÃO PREOCUPADOS COM A MELHOR ROUPA QUE VAI VESTIR NOS SHOWS, COM A MELHOR PERFORMACE QUE VAI TER NO PALCO? ACHO QUE EU NÃO ESTOU SENDO NEGATIVISTA, ACHO QUE ESTOU COLOCANDO EM PAUTA UMA QUESTÃO QUE DE FATO ACONTECE NO MUNDO DO HIP HOP, LEVANTO UMA BANDEIRA DA ESSÊNCIA REAL DA CULTURA HIP HOP, MUITA COISA ESTA ACONTECENDO NO NOSSO PAIS E NÓS TEMOS QUE ESTAR LIGADOS, ATENTOS PARA QUE MUITOS DE NÓS NÃO SE CONTAMINE E SE CONFORME COM O SISTEMA. SEMPRE QUANDO OUÇO ASSASSINOS SOCIAIS (GOG) PERCEBO QUE REALMENTE TEMOS UMA RESPONSABILIDADE DE TAMBÉM POLITIZAR NOSSO PÚBLICO ALVO QUE SÃO OS JOVENS, FALAR DE AMOR E FESTA É SEMPRE BOM MAS TEMOS QUE VOLTAR OS NOSSOS OLHOS PARA A REALIDADE…

[youtube.com/watch?v=IezxKBMbWI0]

UMA ÓTIMA SEMANA A TODOS.

Com.Versando! com D’almarcio

Publicado em

Imagem
Foto extraida de Google imagens.

Venere este novo dia!
Receba-o com cordialidade, deseje- lhe boas vindas.
Peça a ele que se achegue, mas não permita que acomode-se.
Pois há muito a ser feito.
Sonhos a serem sonhados, caminhos a serem trilhados.
Por favor, mantenha teus pés no chão, olhe para horizonte encare como seu objetivo alcança-lo.
Nunca se acomode, se necessário incomode.
Venere este novo dia!
Abrace-o e faça valer,sem duvida alguma este novo dia!!
D’alma

UnderSkateRapGround com Paulo Black

Publicado em

 

Dr. Dree
Imagem

Foto extraída de Google imagens.
Salve galera pra essa semana tem uma novidade do Dr Dree,que acabou de lançar um album so com intrumentais produzidas por ele. Tem muitos som conhecidos da galera mas apenas com as instrumentais é um otimo album pra galera se aprofundar mais nas produções do Dr Dree que é considerado um dos maiores produtores da historia do rap mundial é um album pra viajar apenas nos beats do Dr Dree ta muito foda sujeira total.

http://www.sendspace.com/file/ef1gxk

BeatLoko com CrisLoko

Publicado em

“Said no beat”

Imagem

Marcos Said está envolvido com a cultura hip-hop desde 1990, desde então já foi DJ residente de algumas casas noturnas de São Paulo.

Em 2005 teve início na produção de batidas, para o fortalecimento do Rap nacional que estava numa fase de evolução nesse quesito, produziu para vários grupos de rap paulistano, entre eles destaque para as faixas do Rapper Criolo Doido com os hit’s “Chuva Ácida” e “Rap é Forte”.

Imagem

Em 2007 teve idéia de lançar um disco de vinil para o fortalecimento da cultura e valorizar o elemento DJ, e através disso criar oportunidades para grupos de Rap. Convocou então 6 artistas e grupos para compor sobre suas batidas, eram eles: Criolo Doido, Kaifaces, Mestre Piko (Sujeira Brasileira), Projeto Play, Deja vu (Contra Fluxo) e Oficina da Rima.

Quando o projeto foi concluído e enviado para a fábrica localizada no Rio de Janeiro (a última da América Latina), recebeu a noticia que a confecção do álbum não poderia ser realizada devido ao fechamento da fábrica.

Em 2008 o projeto foi retomado e reformulado só que agora em outro formato (CD), possibilitando a inclusão de mais artistas e grupos, expandindo a idéias original e tornando o trabalho mais abrangente, esse processo teve sua conclusão no final de 2010.

Imagem

Um projeto maduro, sólido e bem fundamentado, “Said no Beat” destaca um rap não banalizado, demonstrando suas características como beatmaker/produtor e apresentando os vários estilos e vertentes que o rap assume na periferia paulista, os colaboradores desse projeto são: Kaifaces, Oficina da Rima, O Jugo, Real Periferia, Mestre Piko , Deja vu (Contra Fluxo), Projeto Play, Terra Preta, Andromeda e Sujeira Brasileira; com os DJ’s Bulldog ,Davisson,Elvis e DJ Marco. Em 2011, entrou para o selo “ ELEMENTAL RECORDS”,e agora segue dando continuidade, trabalhando com varios outros artistas que estarão em breve, lançando novos trabalhos na cena HIP HOP. Já se apresentou em vários eventos como Rinha dos Mcs, Batalha da Leste, Festa do Barulho ,Arte Cultura na Quebrada, etc. Participou em 2013, de duas batalhas de beats, sendo que ficou em 2º lugar na 3º etapa da Battle Beats Brasil e em 1º lugar na 1º etapa da Master Beats de Guarulhos.

Imagem

Contatos: (11-98417-7896)

Marc-said@bol.com.br

http://www.facebook.com/marcos.said

http://elemental-records.blogspot.com.br

Entrevista da Semana

Publicado em

Salve meu povo,

Gostaria de agradecer a todos que leem o nosso blog e o entrevista da semana, que pra mim esta sendo um aprendizado pois é sempre bom conhecer mais os artitas e ideias dos nossos manos e manas que fazem o HIPHOP engrenar nesse mundão e por falar em mundão tem um mano no Interior de SP que ja rodou o mundo inteiro sem sair do Pais, isso mesmo eu me lembro de ter conhecido essa mano em uma entrevista que ele deu para o Site Bocada Forte e se eu não me engano isso foi em meados de 2000 e alguma coisa e ja   nesse tempo ele ja fazia parcerias musicas com manos de outros paises, é com enorme satifação que lhe apresento o mano Visel Mc de Tatui-SP para o mundo essa frase cabe como uma luva para essa mano sangue bom, chega com nois:

Imagem

Visel como o HIPHOP entrou na sua vida?

Foi bem cedo, na minha pré-adolecencia eu jogava Basket e com isso acabei conhecendo o Hip-Hop, sou dos tempos das fitas K7, do tempo que era muito dificil de se conseguir algum CD ou até mesmo fita de Rap pra poder escutrar em casa, tempos que assistir clipe era coisa de quem tinha dinheiro pra pagar canal a cabo, vivenciei esta dificuldade em ter acesso a aquilo que eu gostava, isto foi bom porque a gente aprende muita coisa, hoje em dia esta mais facil de conhecer o Rap através da internet.
O Rap veio até mim em uma forma onde eu podia expressar meus pensamentos e sentimentos, fui escolhido pelo Rap pra expor os ideais, e uso ele para levar boa informação para as pessoas.

Como anda a cena de HIPHOP em Tatui-sp?

No momento esta fluindo bem, tem grupos dedicados em criar novos trabalhos, mcs escrevendo e gravando. Deis de 2011 a cena em Tatui vem crescendo, quando voltei a morar aqui novamente, voltei com esta idéia de ajudar a cena crescer dentro da capital da musica, vim com inúmeros projetos e planos alguns já concretizados e outros ainda em andamento, conseguimos trazer o Sandrão do RZO pra um show gratuito numa praça publica, o próprio DJ Celo cresceu bastante dentro da cidade participando de varios eventos e festas que realizamos. Fizemos varios eventos em escolas públicas, em bairros e praças. Com isso veio novos grupos, mcs dedicados em ajudar a cena crescer, e isto foi muito gratificante pra mim que sou nascido em Tatui e conheço bem as dificuldades que um músico tem dentro desta cidade e ainda mais a dificuldade de fazer Rap.
O trabalho mais marcante foi o evento Hip-Hop in Concert, pela dificuldade de incluir o Rap dentro do maior Conservatório da américa latina, e isto rendeu bons frutos. No momento estamos com projetos pra continuar a fazer eventos em escolas, levar a cultura de rua para jovens estudantes, buscar novos talentos tanto no Rap como no Skate, Graffiti, Poesia, Basquete, Dança e tudo de bom que o Hip-Hop tem a oferecer para a evolução da sociedade.

Visel explica pra geral como você conseguiu fazer parte da familia Wu-Tang-Clan da America Latina?

Tudo isto foi através de mcs e produtores estrangeiros que faço trabalhos musicais, o que abriu as portas para este mundo foi um produtor de Portugal que me produziu um beat que acabei gravando com um mc da Califórnia, esta musica rendeu coisas boas foi uma musica que me abriu as portas para o Rap internacional, através dela vieram produtores e mcs querendo fazer musica comigo e conforme ia vindo eu fui abraçando tudo, varios produtores que tenho contato a anos também foram fazendo seus trabalhos e tiveram sua evolução dentro do cenário, hoje em dia este mc da Califórnia é um representante oficial do Wu-Tang, pois tem discos lançados com membros do Wu, já participou de albuns junto ao próprio RZA e outros. E este produtor portugues hoje já produziu pra varios nomes do Rap mundial, como Bustah Rhymes, Inspectah Deck, Kool G Rap entre outros.
No ano de 2006 participei de uma coletânea chamada “UHHU Rap vol3” junto a familia “Wu-Corp Army” fiz uma música chamada “Wu-Corp Army Brasil” e isto tambem me ajudou a entrar em blogs da familia Wu-Tang em site oficial pra divulgação de tal trabalho.
Mais o que realmente foi o forte para estar junto a familia foi o fato de eu ter participado de uma musica chamada “Bone Smashin” esta musica fizemos junto ao grupo Da Monstar Mob do Wu-Tang, são da Westcoast Killa Bees, a musica foi lançada em 2007 e deis de então venho fazendo trabalhos sérios junto a produtores e mcs da familia. Na verdade eu não me intitulava como membro da familia Wu-Tang, mais quando pesquisava sempre achava musicas minhas, ou com participação em sites oficiais e blogs do Wu-Tang.
Deste tempo pra cá participei de varios discos junto a membros da familia tais como Buddah Monk do grupo Brooklin Zoo, Killa Priest, Makeba Mooncycle, NLZ, Dom Pachino entre outros. Hoje trabalho em 2 discos junto ao um membro do grupo Maccabeez, os discos estão sendo finalizados, Latin Quarterz e um EP com 10 faixas. Tambem através do Sandrão RZO conheci pessoalmente o Shyheim, Dom Pachino, DJ Choco e o GZA.
Mais um lance que eu gostaria de deixar bem claro a os leitores é de que antes de tudo eu sou eu, sou o que antes era Hollocausto Anti-Sistema e hoje Visel Mc, indiferente de familia Wu-Tang, na verdade eu nem gosto muito de me intitular como membro do Wu ou coisa assim, antes de eu ser de alguma “banca” eu sou eu, prefiro continuar fazendo minha musica como gosto de fazer, pois sou um rapper que sempre buscou caminhos alternativos. Sou apenas um fã como muitos outros gosto da pegada de som que eles criaram no cenario mundial e sigo aqui da minha casa criando elaborando e evoluindo comigo mesmo com ajuda da internet e de amigos verdadeiros que tenho pelo mundo afora.

Quais suas referencias musicais?

Wu-Tang Clan, Sean Price e toda Duck Down Records, Jedi Mind Tricks, Bronze Nazareth, Arkeologist, Planet Asia, BIG Smalls, 2Pac, Stones Throw, Gog, Rzo, Black Alien, Tim Maia, Chico Buarque, Jorge Ben, MPB em geral. Na verdade amo musica quando bem feita, não me importo muito com estilo, sim com a mensagem e o sentimento levado por ela.

Nos conte de suas participações internacionais?

As participações foram e ainda são feitas por convites de produtores e mcs estrangeiros, já devo ter participado de mais de 20 discos internacionais, na verdade sempre foi um sonho de adolescente de dar a volta ao mundo gravando com rappers de varias nacionalidades, mais por questões financeiras uma volta ao mundo produzindo musica seria impossivel, mais Deus e a vida me apresentaram caminhos alternativos que confiei e segui. Hoje já representei o Brasil em varios projetos, como o disco duplo “Hip-Hop Had a Dream” que contou com a participação do Professor Grif do Public Enemy, Kendrick Lamar junto com mcs de varios paises, existe tambem além do disco duplo o livro Hip-Hop Had a Dream e o documentário, em 2012 tambem foi lançado o disco da familia “The Society of Invisibles” chamado “Brothers are Worldwide” este disco conta com a presença de Chief Kamachi, Gavlyn, Unknown Misery entre outros. E agora a dias atras foi lançado o disco do produtor francês que reuniu músicas de 10 anos de produção do Flèv, tambem contamos com a participação de grandes nomes do Rap Francês o Hip-Hop e tambem de membros da familia Wu-Tang.
E tambem anterior a isto já tive participação em disco da Russia, Polônia, Alemanha, e varios outros paises que antes eu nem imaginava que tinha um cenario forte no Rap.
Nosso disco Ethnia Latina vol1 que foi lançado em 2007, foi um disco lançado pela gravadora Future Chamber do Popa Wu, junto ao selo do LCOB – The Lost Children of Babylon.
Com este tempo foram varios projetos realizados mais pouco conhecido e divulgado mais que estão ai, facilmente se acha na internet pra quem tiver curiosidade de conhecer.
Eu particularmente acho muito bom este tipo de conexão, pra mim o Rap não tem linguagem nem fronteiras, isto prova que o Rap é o Rap em qualquer parte do planeta, e tambem busquei essa saida por varias coisas que me aconteceram dentro do Rap nacional, a gente sempre tem uma certa imagem que os rappers nos vendem, de humildade, parceria essas coisas ai, mais vemos que o que comanda é o dinheiro, busquei produtores internacionais porque quando precisei, produtores do meu país me cobravam valores altissimos na época para produzir alguma coisa, e diferente do que acham os “gringos” são humildes sim, fazem musica por amor, pois hoje trabalho em parceria com grandes nomes do cenario do Rap e não pago nada por isso.

E qual a sua visão dos rappes de hoje em dia tanto internacional como nacionais, cite pontos positivos que vc avalia e os negativos também?

Vejo que a indústria fonografica esta se globalizando e com isto esta sendo sempre exaltado esta “estupidificação” musical e isso acaba chegando ao Rap, não acho errado, as pessoas fazem o que querem fazer e como querem fazer, mais moldar, modificar, mascarar as coisas que acontecem ai já não tem como. Se é o Rap o único estilo musical a falar a verdade apontar problemas e buscar soluções lógicas para situações cotidianas, não podemos mudar a forma de expressão. Infelizmente é um lance que esta chegando até o Brasil, o chamado “modismo”, e tudo vem a calhar para aqueles que gostavam de Rap mais não era de uma classe social baixa, viram a oportunidade de existir representantes deles dentro do Hip-Hop, é o que acontece com varios grupos que vemos hoje. Cresceram soltando pipa no ventilador do apartamento, andando de skate no condominio dando ollie no tapete da sala e tudo mais e hoje eles estão em posição de bater de frente com qualquer mc militante que luta por uma causa justa. Já vimos o que aconteceu com o Samba raiz, vimos o que aconteceu com o Sertanejo e o Forró, e estamos vagarosamente tendo que engolir isto acontecendo no Rap, é um trabalho forte da grande mídia em massacrar, extinguir a musica de raiz, e tornar uma balela com músicos sem escrupulos, sem talento algum tomando a vez de musicos verdadeiros. Tudo que é “universitário” hoje é feito desta forma, não acho errado, o Rap tem que estar em todos os lugares e ser expresados de varias formas mais como ele é, e não como querem que ele seja. Mais a verdade é uma só, o que mantem o Rap sendo o Rap nos Estados Unidos são mcs, grupos que se mantem na verdade e de certa forma tem seu próprio cenário já feito onde eles podem levar uma vida digna fazendo o que gostam, e é isto que ainda não deixou o Rap internacional não virar musica Pop. O Brasil ainda é um terreno virgem e tem muitas coisas que podem ser mudadas.

Quem anda lado a lado com o Visel nas correrias do rap hoje em dia, o Sandrão do RZO é um dos seus parças ne, também nos conte como surgiu essa aproximação?

O contato com o Sandrão foi uma coisa que eu sempre tive em mente, sempre gostei de RZO pela levada diferenciada dentro do Hip-Hop nacional, e o Sandrão foi um cara que eu sempre quis ter contato direto, e aconteceu através de um amigo que é de Tatui mais na época trabalhava em São Paulo em uma loja conceituada e ele sempre trombava o Sandro e falava de mim pra ele, na época eu já havia feito varios trabalhos musicais com produtores e membros indiretos da familia Wu-Tang e isto era uma coisa que este amigo sempre falava pro Sandrão, demorou um certo tempo mais logo ele pediu pra que eu entrasse em contato direto com ele pra conversar e me conhecer, e com isso acabei indo até Pirituba diretamente pra casa do Sandrão e hoje temos uma forte amizade, sempre admirei o trabalho dele pois é um rapper que esta forte no cenário sendo quem ele é, sem precisar se moldar ou seguir “novas tendências”. E tambem na verdade o Sandrão sempre teve o mesmo sonho que eu de representar o Wu-Tang no Brasil. E ele vendo o que eu já havia feito sem nem ser conhecido o bastante e ainda morando numa cidade do interior acho que ele se identificou e quis ter um contato direto com minha pessoa.

Quais os projetos para 2013?

Este ano tem alguns discos a serem lançados, o album The Latin Quarterz, e meu EP com o Aslan do Maccabeez, estou tambem trabalhando no disco “Irmãos de Sangue” que esta sendo produzido pelo produtor francês Flèv e simultaneamente tenho mais 4 discos solo todos com produção estrangeira. Revolução Falada, A Saga Continua, 1984 inspirado na obra do escritor George Orwell e Volta ao Mundo em 80 Linguas.
Tambem estou trabalhando em parceria com uma marca de roupas estrangeira chamada “SlideRunner” que tambem esta lançando no mercado a história em quadrinhos de um herói africano chamado “Bantu Miracle” ilustrada por membros da Marvel. Na evolução da marca dentro do Brasil vamos produzir grandes eventos com artistas internacionais, e tambem trazer todos estes projetos que fiz e continuo fazendo com estrageiros para o Brasil, como turnês, lançamento de discos e video clipes… coisas do genero. Então pra este ano tem muito trabalho e grandes realizações de coisas que venho plantando no decorrer destes anos.

Sempre  fazemos esta pergunta porque sabemos que pra todos existem um começo, mande uma mensagem para quem esta começando agora no HIPHOP?

Então, pra mim quem esta começando deve primeiramente ser autêntico, é aquela idéia não siga o caminho dos outros, tente buscar referências e busque ser diferente de tudo e de todos, porque o que mais vemos hoje é a famosa cópia, cópia de levada, copia de idéias e letras e tudo mais. E o principal de tudo “PACIÊNCIA” o que vemos é muitos grupos acelerados loucos pra colocar um som novo na internet sem antes pensar, repensar, apagar, mudar e pensar mais ainda antes de lançar. Pois a criação de uma composição não cabe somente ao compositor e sim a todos, depende a forma que você for expressar vai acarretar numa confusão, então buscar sempre ser claro nas idéias e ter um objetivo, a musica tem um enorme poder de influencia sobre as pessoas, ela atravessa nossa barreira mental e vai direto no sentimental e muitas pessoas não sabem usar isto e acabam usando de maneira maléfica. Porque infelizmente trabalhamos com um público sem acesso a informação verdadeira, então o rapper precisa ter cuidado com o que fala. Ter vontade de fazer, sair do sofa e fazer eventos em sua cidade no seu bairro, juntar com amigos que tem a mesma ideologia e fazer sua propria cena começando pela sua casa, depois seu bairro, sua cidade, depois seu país.
Manda uma mensagem ai para toda nossa family do blog e para nosso leitores?

Salve familia, agradeço o convite e acredito tanto quanto vocês que esta forma de trabalho só vem a acrescentar pontos positivos na cultura Hip-Hop, esta atitude de divulgar, mostrar e expor idéias verdadeiras dentro de um blog é o que vem fortalecendo com a cultura pelo nosso país, toda positividade para os criadores da pagina e que vocês continuem ajudando de sua forma a propagar nossa cultura. Isto ajuda pessoas que precisam mostrar o que fazem, ajuda a informação chegar a pessoas que precisam conhece-la. E a os leitores agradeço pela atenção e espero ter conseguido ser claro em minhas idéias, precisamos de vocês amantes da boa musica e da boa informação. Salve para os envolvidos na La Onda Family, sou um admirador e conhecedor do trabalho deis do início, valorizo muito o trabalho que vocês vêm realizando para o fortalecimento do Hip-Hop não só no interior paulista mais também no Brasil.

Deixe seu desabafo ao que te incomoda, e exponha pra geral?

O que me incomoda é dificuldade de fazer-mos algo que precisa ser feito, fico indignado com tanta ignorancia que nosso povo chegou, a este grau de submissão e aceitação. Tanto com orgãos politicos, religiosos, midia em geral. Fico espantado em ver tamanha manipulação coletiva, conformismo e consumismo desenfreado que vemos em nossa sociedade, preconceito, corrupção, roubos, mentiras e nós ainda tendo que engolir tudo e estar sempre disposto a acordar na segunda-feira para manter a ordem e as regalias desta sociedade escrota. Acho que é por isso que faço Rap, é contra isto que luto e dinheiro ou status algum dentro desta terra vai tirar isto de minha pessoa.

Defina Visel Mc em uma so palavra?

Perseverança.

////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Eu em nome de toda banca parabenizamos você Visel pela caminhada e perseverança no Rap eu e nos da banca temos o mesmo pensamento que você e pensamos como era no começo do HIPHOP passar a cultura para os nossos e não para de fazer projetos Sociais que essa é a verdadeira raiz do HIPHOP, meu muito obrigado uma entrevista “pesadissimas” e boa de se ler com certeza sera lembrada novamente para outros leitores “desavisados” lerem  essa entrevista novamente.Bem espero que toda rapa tenha gostado eu peço que compartilhe essa entrevista e fiquem ligados que semana que vem tem mais uma grande entrevista ok, paz a todos e um otimo final de semana e ate quinta-feira que vem.

Paz

Kaju.

Raio X do HIP-HOP com Ricardo Negrão

Publicado em Atualizado em

Imagem
Foto Extraída de Google imagens.

SALVE MANOS E MINAS DO BLOG L.A.O.N.D.A FAMILY ESPERO ENCONTRAR VOCÊS NA PAZ, NA TRANQUILIDADE QUE NÓS SEMPRE DESEJAMOS A TODOS OUTRO DIA UMA IRMÃZINHA ME PERGUNTOU EI MANO VOCÊ JÁ FALOU DE TODO MUNDO MAS NÃO LEMBRO DE VER VOCÊ FALANDO DAS MINAS NO RAP QUAL É O PRECONCEITO? OPAAA PRIMEIRAMENTE QUERO PEDIR DESCULPAS A TODAS AS DAMAS POR ESTA FALHA ENTÃO VAMO LÁ HOJE É O DIA DE VOCÊS…DESDE O COMEÇO DA DÉCADA DE 90 MUITAS MULHERES TOMARAM ESSE ESPAÇO ENORME CHAMADO RAP , QUEEN LATIFAH, MISSY ELLIOTT, LAURYN HILL SÃO ALGUMAS MULHERES AMERICANAS QUE SE POSICIONARAM AO MEIO DO MACHISMO IMPERIALISTA DO RAP AMERICANO, AQUI NO BRASIL TAMBÉM TIVEMOS NOSSAS LADYS REPRESENTANDO E MUITO BEM O RAP NACIONAL , PODERIAMOS AQUI FAZER UMA ENORME LISTA DE NOMES DE TODOS ESTES ANOS DE OURO DO RAP NACIONAL MAS VAMOS COMEÇAR E RELEMBRAR AS PIONEIRAS DE TODA ESSA HISTÓRIA , RUBIA (RPW), DINA DI (VISÃO DE RUA), CRIS (SNJ) VIXI SÓ CITEI O COMEÇO DE MUITAS QUE PASSARAM NESSA ÉPOCA DOS ANOS 90 … ELAS CHEGARAM E GANHARAM SEU ESPAÇO , NÃO GOSTO MUITO DO COMENTÁRIO QUE O RAP É MACHISTA E É POR ISSO QUE TALVEZ EXISTAM POUCAS MULHERES NO RAP, ACHO QUE HOJE A REPRESENTATIVIDADE DELAS É BEM MAIOR DO QUE A 10 15 ANOS ATRÁS , NAQUELE TEMPO EXISTIA A PRESENÇA DELAS SIM MAS COMO OUVINTES E NÃO COMO PROTAGONISTA DO MOVIMENTO HOJE ELAS ENTENDERAM QUE O ESPAÇO DELAS É GARANTIDO E IMPORTANTE PARA A HISTÓRIA DO HIP HOP E NEM ADIANTA OS CONSERVADORES DE PLANTÃO TORCER O NARIZ PRA ELAS PORQUE A CADA DIA QUE PASSA VEJO ALGUMAS DELAS SE DESTACANDO E MUITO, FLORA MATOS, KAROL CONKÁ, MC STEFANIE, NATHY MC, ODISSÉIA DAS FLORES, TÁBATA ALVES FOI COMO EU DISSE PODERIAMOS FAZER UMA LISTA GIGANTE AQUI DAS MULHERES QUE REPRESENTARAM E REPRESENTAM HOJE NO RAP, SEJA LÁ QUAL FOR O ESTILO CADA UMA DO SEU JEITO ABRILHANTANDO AINDA MAIS ESSE MUNDO CHAMADO RAP… VOCÊS FORAM E SEMPRE VÃO SER SEMPRE BEM VINDAS…..

 UMA ÓTIMA SEMANA A TODOS….