ENTREVISTA DA SEMANA

Publicado em Atualizado em

Salve Rapazeada, hoje ao inves de eu apenas falar sobre um MC, eu vou entrevistar um
Roberto Maia conhecido como Dukes ou Sarksmo, é um MC de São Bernardo do Campo – SP
É dificil surgir rap da maneira que ele faz, soa como uma reflexão que contesta, entende a brisa?
Lucas – Eu conheci seu som por um parceiro de Santos em 2010, mano.
ai de repente vejo uma  colagem sua num som do sintese
e em seguida em uma musica do haikaiss, como aconteceu isso?
Isso aumentou seu alcance ou ajudou de alguma forma?
Dukes – Então, no caso do Síntese, eu conheço o Neto a  um tempo já, a gente sempre se falava pela net
em 2007 eu soltei um trabalho com o meu parceiro Choco chamado Para além do capital e ele se identificou bastante
naquele momento eu acredito que ele achou interessante fazer essa referência ao trabalho
eu vejo como uma homenagem e agradeço pela lembrança, esse trabalho já era de certa forma
conhecido e bem falado na época, na minha opinião foi bem positivo, muita gente que não conhecia o trabalho pode conhecer.
O lance do Haikayss eu não sabia até poucos dias atrás
um camarada comentou comigo que tinha escutado e me passou o som
achei bacana, dessa galera só conheço mesmo o Dj Sleep
com o resto da rapaziada não tenho contato.
———-
Lucas – A gente pode esperar um som seu com algum deles?
Dukes- Em relação as parcerias, com o Síntese tenho um projeto que a gente até já desenvolveu alguma coisa
mas é difícil tempo pra dar andamento com as paradas
a correria do cotidiano acaba dificultando, agora…com o Haikayss não sei, se rolar estamos ai.
——–
Lucas – Vendo de fora, mano, você não parece ter a ambição cega de ser um rapper famoso
Qual é o seu objetivo no rap?
Dukes – Realmente não tenho essa ambição, claro que quando você se dedica a fazer algo você quer ser bem recebido
de certa forma fazer alguma diferença eu acho que de alguma maneira eu consigo fazer isso da forma que eu faço
E assim as coisas vão fluindo, nunca tive a intenção de empurrar minhas músicas nas pessoas “goela a baixo”
acredito que o processo deve ser natural, vejo muito isso no rap, poucos são realmente bons na minha opinião
mas todos querem ser aceitos, hoje vejo que as pessoas tem uma necessidade até obsessiva de serem reconhecidos fazendo rap
mas nessa trajetória esquecem do estudo que é preciso ser feito antes.
————-
Dukes – Eu enxergo muito Brasil no seu rap, mano, aquele Brasil ABC operario memo, ta ligado?
Isso é proposital ou é reflexo do seu dia a dia?
Com certeza é reflexo do meu dia a dia, sou muito pessoal no que escrevo
automaticamente o que vivo e vejo, as relações sociais que tenho colidem o tempo todo com os meus versos
é um processo natural faz parte da minha rotina mesmo, sempre trabalhei em indústrias, vivo essa realidade diariamente.
________
Lucas- Heroi morre doido ou o Doido vira heroi, mano? 
Dukes – O Herói continua morrendo doido, doido e esquecido.
—————-
Lucas – O que você ouve ou admira do rap nacional atual, mano?
Dukes – Hoje em dia não ouço muita coisa que vem sendo feita
sinceramente pouco coisa me agrada, claro que tem alguns por ai que vem fazendo um bom trabalho
isso eu reconheço, mas é minoria, rap nacional mesmo gosto dos clássicos que eu ouvia quando era menor
faziam mais sentido pra mim…
E é isso, malokeiros, quem quiser conhecer mais do Dukes/Sarksmo
Tem muita coisa boa dele no youtube.
Até a proxima!! 😀
Lucas Gusmão.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s